ACESSO
RESTRITO
  • Banner

Você está aqui:

Temer deveria responder a processos de corrupção no Supremo

No ano de 2017, o presidente Temer foi alvo de duas denúncias de corrupção que a Câmara teve a oportunidade de votar a favor da admissibilidade destas para que prosseguissem ao Supremo Tribunal Federal, onde as investigações ocorreriam. Uma relacionava o emedebista a crimes de corrupção passiva e outra ao crime de organização criminosa junto a outros seis correligionários. O deputado federal Givaldo, crítico ferrenho do impeachment da presidenta Dilma e da gestão Temer, votou pela continuidade das denúncias, no entanto, ambas foram engavetadas ao serem barradas na Câmara dos Deputados.

“Os crimes imputados a Temer são graves, as provas são fartas e a Câmara deve autorizar que o Supremo processe o presidente. Que ele possa se defender, como está previsto na Lei, mas no âmbito da ação penal. Voto ao lado de 93% do digno povo brasileiro, contra a corrupção de Temer e o seu governo”, declarou Givaldo Vieira em voto no plenário da Casa de Leis.

Camara
Governo
PCdoB
PCdoB na Câmara
GABINETE
BRASÍLIA / DF
Anexo IV, Gabinete 805 - CEP 70160-900
Fones: (61) 3215-5805/3805
Fax: (61) 3215-2805
dep.givaldovieira@camara.leg.br
GABINETE
SERRA / ES
Av. Eldes Scherrer Souza, 2230
Salas 809/810 - Colina de Laranjeiras
CEP 29167-080
agenda.deputadogivaldo@gmail.com